Catarata - Saiba tudo sobre a doença

Catarata - Saiba tudo sobre a doença

Beleza dos Seus Olhos

Share Podcast:
A catarata acomete cerca de 50% das pessoas ao redor dos 70 anos, podendo ser diagnosticada também em pacientes mais jovens. O cristalino, lente natural localizada no interior dos olhos, se opacifica com a idade e leva aos sintomas da catarata, que incluem ofuscamento às luzes, perda de contraste e diminuição de visão. Após sua retirada, implanta-se uma lente em seu lugar. Atualmente, a cirurgia é feita sem internação, sob anestesia de colírios e leva cerca de 10 a 15 minutos. Nos últimos anos, grandes avanços foram obtidos com as novas técnicas para a remoção da catarata. A não utilização de pontos com a técnica de facoemulsificação – que dissolve o cristalino através de uma pequena incisão, menor de três milímetros – leva a uma menor inflamação e recuperação praticamente imediata. Novas tecnologias dessas lentes – que entram dobradas pela pequena incisão – permitem uma melhora da visão em condições de baixa luz pelas propriedades asféricas, fornecem proteção aos raios ultravioletas – pois possuem materiais e filtros especiais – e corrigem erros de refração como miopia, astigmatismo e hipermetropia – calculados por aparelhos precisos que levam em conta as diferentes condições de cada olho e todas as suas medidas. As lentes tóricas são lentes determinadas através de medidas específicas e inseridas de forma a corrigir o astigmatismo. Outra lente de grande avanço é a acomodativa, que se movimenta no interior dos olhos, focando para longe e para perto, corrigindo também a presbiopia ou vista cansada para óculos. A cirurgia de catarata é a única da medicina cujo resultado – além de curar a doença – deixa o paciente numa condição ainda melhor do que estava antes de se submeter ao tratamento.
...Read More
A catarata acomete cerca de 50% das pessoas ao redor dos 70 anos, podendo ser diagnosticada também em pacientes mais jovens. O cristalino, lente natural localizada no interior dos olhos, se opacifica com a idade e leva aos sintomas da catarata, que incluem ofuscamento às luzes, perda de contraste e diminuição de visão. Após sua retirada, implanta-se uma lente em seu lugar. Atualmente, a cirurgia é feita sem internação, sob anestesia de colírios e leva cerca de 10 a 15 minutos. Nos últimos anos, grandes avanços foram obtidos com as novas técnicas para a remoção da catarata. A não utilização de pontos com a técnica de facoemulsificação – que dissolve o cristalino através de uma pequena incisão, menor de três milímetros – leva a uma menor inflamação e recuperação praticamente imediata. Novas tecnologias dessas lentes – que entram dobradas pela pequena incisão – permitem uma melhora da visão em condições de baixa luz pelas propriedades asféricas, fornecem proteção aos raios ultravioletas – pois possuem materiais e filtros especiais – e corrigem erros de refração como miopia, astigmatismo e hipermetropia – calculados por aparelhos precisos que levam em conta as diferentes condições de cada olho e todas as suas medidas. As lentes tóricas são lentes determinadas através de medidas específicas e inseridas de forma a corrigir o astigmatismo. Outra lente de grande avanço é a acomodativa, que se movimenta no interior dos olhos, focando para longe e para perto, corrigindo também a presbiopia ou vista cansada para óculos. A cirurgia de catarata é a única da medicina cujo resultado – além de curar a doença – deixa o paciente numa condição ainda melhor do que estava antes de se submeter ao tratamento.
...Read More